LAPIDANDO VERSOS

Home Quem escreve Meus livros Contato

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

O BEBÊ

A mamãe dá de mamar
Ao filho recém nascido...
Olhinhos a transbordar
O carinho recebido;

Segura de tal jeitinho
O bebê a se prender...
No seio donde o leitinho
Mais gostoso vai beber;

Que momento mais bonito
Ver o filhinho nos braços...
Da mamãe com infinito
Amor ativando laços;

O bebê é um anjinho
Vindo de outras dimensões...
Para receber carinho
Dos humanos corações;

O bebê dorme contente
No bercinho colorido...
Da mamãe é o presente
Majestoso merecido;

O bebê é a bênção...
É a alegria do lar...
É o mais lindo botão
De flor a desabrochar;

47 comentários:

Ivone disse...

Bom dia meu amigo poeta querido, amei ler aqui, me fez lembrar dos meus lindos bebês, pois é, meu casal de filhos, depois os netos agora crescidos, como é lindo tudo isso!
Viagem ao passado pra mim, lembrança linda e delicada exatamente como nos seus belos versos!
Abraços apertados!

Marcos Satoru Kawanami disse...

A maternidade é algo que me transcende.

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Não há o que dizer sobre as crianças que tanto nos alegram amigo Samuel.
bjs,adorei seus versos.
Carmen Lúcia.

Larissa Fonseca disse...

Versos tão delicados! Pude visualizar, através de suas palavras, a imagem de um mãe com o filho nos braços... O olhar cheio de afeto que ela dirigia a ele e, nele, "os olhinhos a transbordar o carinho recebido".

Comentado com carinho, Jeito Único

Coluna da Mi disse...

Bom dia poetas das asas douradas!
Vejo que entrou com bom ânimo e uma poesia bem leve para iniciar a semana. Legal.
A maternidade é algo divino para quem tem vocação. Transcende mesmo como comentou o teu colega acima.
Beijo grande poeta e até sempre!

Bell disse...

o dom de ser mãe é algo mágico.
uma linda semana pra vc =)

JAIRCLOPES disse...

Soneto-acróstico Bebês

Maior que tudo maior até que a vida
Ato de parir, trazer à luz uma criança
Tem doce sabor de ganhar a partida
E legar a sociedade mais esperança,

Renasce na mulher instinto maternal
Nos anais da humanidade ela é pilar
Inicia então o bebê passagem a vau
Depois que sua mãe o ensinou andar.

Assim Homo vai rumo à perpetuação
Dentro do devido legado de sua raça
E obedecendo fiel o que diz evolução.

Simplesmente bebês são uma graça
Indizível por aquela especial atração
Mimosos cujo magnetismo não passa.

Cidália Ferreira disse...

Que poema terno amoroso e sensivel.. e claro lindo lindo. Como é bom ser mãe.

tenho poema que não quer sair.
Beijos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Laura Santos disse...

Que lindo Samuel! E é mesmo assim, o bebé é a alegria de um lar, e não existe melhor sensação do que sentir o nosso bebé a mamar todo deliciado, sobretudo depois de uma choradeira para demonstrar que estava com fome...:-)
A minha filha já tem 25 anos, mas há coisas que não se esquecem!
Gostei muito.
xx

Mariangela disse...

Lindo e terno seu poema querido amigo, a expressar divinamente esse maravilhoso dom da maternidade.
Beijos, e uma ótima tarde!
Mariangela

Clau disse...

Boa tarde Samuel :)
Achei uma doçura teus versos!
Um bebê, é sempre motivo de alegria
para a família.
E as mamães, acho que vivenciam sensações
infinitas e variadas.
Uma ótima semana pra vc \o/
Bjs!

Kaka Stelê disse...

Samuel que lindeza!!! Você e seu dom maravilhoso que encanta sempre, um bebê é alegria e você soube dizer isso muito bem em versos :)

Beijão querido poeta!

Bárbara disse...

Oi Samuel
Um jeitinho lindo de falar dos bebês. Será um ótimo pai.
Abç
Bárbara

Célia Rangel disse...

Ao nascer um bebê, nasce uma mãe, um pai, renova-se toda uma família em amor divino! Felizes são os que o recebe como a um "anjo"! Linda poesia de vida!
Abraço.

ॐ Shirley ॐ disse...

Lindos versos com cheirinho de bebê e de leite materno.
Querido Samuel, gostei dessa doçura.
Paz e luz!

vendedor de ilusão disse...

Olá, caro amigo, boa noite!
Com o encerramento do 2º Prosas Poéticas trago a ti o meu agradecimento por tua honrosa participação; foi de engrandecer tê-lo no Evento.
Abraço,

dinapoetisadapaz disse...

Bom dia, Samuel!
Ah! Um dos momentos mais preciosos, é ato de amamentar é uma entrega divina entre mãe e filho,.A criança é uma benção de Deus!
Tenha um dia azul!

Bjs no coração!

Aline Thompson disse...

Oi, Samuel!
Tudo bem?
Bebês são tão fofos! ^^
Lembrei-me que esses dias vi um vídeo de uma menininha chorando porque o irmãozinho iria crescer - talvez você tenha visto também!
É tão bonita a maternidade, e o amor de mãe! ^^
Pena que a gente judia muito delas quando ficamos grandinhos... =/ Eu me sinto muito feliz por ainda ter a minha mãe comigo!

Nusssss Adorei aquela história que você comentou no meu blog, sobre o homem dos porcos! É uma boa história para postar! =D Poderia até parecer Kafka, não é? Kafka genial com "Aquela manhã, ao término de um sono agitado, Gregório Samsa despertou convertido num monstruoso inseto”... a gente vai de "Aquela manhã...despertou convertido num monstruoso porco”!
E... claro (vou te perturbar mais um pouquinho com isso) me fez lembrar de uma história do Stephen King... Só que na história dele é o contrário - um homem vai ficando cada vez mais magro... Depois de ter sido amaldiçoado por um cigano... Tem filme, acho que em português é "A Maldição do Cigano", o título original é "Thinner".

Obs.: Eu me diverto muito aqui passando o mouse na minha foto e vendo girar! xD

...beijinhos***

Simone Lima disse...

Ohh Samuel, que amor por em versos tão lindos toda a boniteza de ser mãe e do filho para a mãe. ;)
Adoro sempre!!

Beijoo'o

Smareis disse...

Olá Samuel poeta amigo querido!

Boa Noite!

Demorei mais cheguei, acho que andei lendo no meu tempo livre um pouco mais, por isso a demora por aqui, perdoa sua amiga rsrs. Andei sem inspiração pra atualizar, mais hoje resolvi escrever algumas coisas por lá, ah!!! falei do seu livro também. Acho que vou pedir bis, rsrs ...Te mando email!
Quanta beleza nesses versos, um zelo. Amamentar é um dos momentos mais belo e único entre a mãe e o bebê, porque é nesse momento onde há uma mágica troca de amor e carinho. Uma ligação de amor pra vida inteira.

Deixo beijos carregados de versos e punhados de sorrisos pra você meu amigo poeta.

Uma ótima semana!☺

Adriana Helena disse...

Samuel, como vai poeta e amigo querido?

Que gracinha o seu poema!
Falar de bebês é tão gratificante, pois são os próprios anjinhos aqui na terra!
Ainda acredito na humanidade apenas em razão das crianças e de sua inocência!
E você poetizou um momento mágico entre a mãe e seu filhinho, momento lindo,de pura ternura, doação e amor!

Versos, como sempre, muito belos!
Parabéns!
Beijos e uma ótima semana! :))))

Smareis disse...

Acerteiiii Samuel!!!. Veja lá...
Bjs e ótima semana!

Nádia Santos disse...

É realmente um momento lindo de amor que uni mãe e filho. Poesia linda poeta, bjusss

Vera Lúcia disse...

Olá querido Samuel,

Que encanto e doçura de soneto!
Adoro bebês e ver as mães amamentando desperta ternura. É uma cena de aconchego, proteção e amor.
Seu capricho com a rimas não passa despercebido.
Muito lindo!

Feliz semana.

Beijo.

Lucas - Blog: Overture disse...

Caro amigo, boa noite. Há quanto tempo não escrevo aqui!
Há muito de indizível no amor maternal e no relacionamento mãe-filho. Mas captaste excelentes nuances e chegaste a um poema muito belo. O amor tem um poder extraordinário, que se expressa tanto no leite de mamar quanto no gerar a própria vida. Grande abraço!

Sourire * disse...

Bom dia...
É sempre agradável ler qualquer frase de puro amor maternal. Uma relação sem explicação de amor infindável.

Bandys disse...

Ola Samuel,
Nossa que mimo. Lindo!
A hora da amamentação é hora sagrada
Adorei.
Beijos meu querido aMIGO.

e por falar em leite, ja ouvi dizer que o homem é o unico animal que bebe leite depois de grande. E que o leite não trás beneficio pra gente. Só quando somos bebes. Será verdade:?? Eu sempre confio no que voce me fala. Bjs

ReltiH disse...

MUY SENSIBLE POÉTICA.
UN ABRAZO

Lu Nogfer disse...

Samuel meu amigo!

De fato nao existe momento mais bonito e mágico!

Teus versos ficaram doces. Parabéns sempre!

Grande beijo, moço poeta!

Just me disse...

Verdadeiramente lindo pois expressa a relação de amor entre mãe e filho! Acho que um bebe é um ser tão puro que com certeza vem de outra dimensão e com isso ele muda nossa visão. deixa a vida mais bela, pura.
Bjs

http://achadosdamila.blogspot.com.br/

Joselia Micael disse...

Olá amigo Samuel!
Este seu lindíssimo poema me fez chorar!
Obrigado meu amigo pelos seus belos poemas...
E por me deixar fazer parte dos seus leitores.
Bjs Fraternos! Desejo que seja muito feliz...
Que o Senhor o abençoe sempre!

Josélia M

Célia Lima disse...

Bom diaaaaaaaaaaaaaaaaaaa Samu!
Como sempre lindo!
Sempre motivo de alegria um bebê...Eles tomam todo o nosso tempo, mais é gratificante!
E quanto ao seu comentário em meu blog amigo, ñ esquenta, a Lindalva já confirmou a sua inscrição, seu nome já esta rolando por lá kkkkk ,quero dizer na barra de rolagem junto com os demais participantes. E no final da página tem o seu rostinho que é só agente dá um clique e saímos aqui nesse espaço lindo...
Eu tbm sou como vc ñ gosto de seguir regras, penso que a unica mulher que andou na linha o trem matou...

Bjssss

Flavia disse...

muito interessante o blog parabens pelo trabalho

Flavia
www.secret4beauty.blogspot.com
www.adoteumfocinhocarente.blogspot.com
loja virtual: www.adote.iluria.com

Elyane Lacerdda disse...

lindo poema,amigo poeta!!!!
O bebê é sempre a pedra preciosa de nossa casa, eles dão vida ao ambiente e aprendemos a Amar sem dimensão!
Lindo,amigo!
bjus e ótima quinta-feira!
http://www.elianedelaceda.com

Bárbara disse...

Oi Samuel
Obrigada pela presença
Eu não tenho medo da morte.
Abç
Bárbara

NLC POESIAS disse...

descreveste um momento muito lindo , vinculo entre mãe e filho, de alimento, carinho e cumplicidade!! Parabéns Samuel, lindos versos, adoreii!! bjs

Rosemary Lima disse...

Essa ligação da mamãe com o seu filhinho e unica e eterna! Adorei o poema!
Beijos

vendedor de ilusão disse...

Poema de sensibilidade que transcende!
Abraço caro amigo poeta.

Carol Russo S disse...

Ah, que delicado, talvez o mais, Samuel! Amor de mãe não se compara, não se mede e não se diz.
Nesse mundo onde vejo crianças dando à luz, sendo expostas cada vez mais cedo a essa responsabilidade que é ser mãe, não acho que uma criança seja um problema, mas um presente de Deus! Estar grávida, ser mãe, é uma dádiva, é ser escolhida - mas claro que exige um planejamento, uma responsabilidade.
Gostei demais da tua poesia, muito delicada.

Aline Teles disse...

Eu volteiiiii... Aleluia! Risos... O blog está diferente. Parece que fiquei meses longe, pela saudade que eu estava. Eis um sonho que quero realizar: ser mãe. Deve ser algo indescritível. Belo poema, amigo. Beijinhos.

Bia Hain disse...

Olá, Samuel, como vai?
Ler seu texto me fez pensar na minha filha, lembrei dos momentos em que amamentava, é um contato único e especial entre mamãe e bebê. Penso que o carinho do contato nas idades iniciais é primordial para aprofundar laços e criar um indivíduo feliz e seguro. Um abraço!

Ariana Coimbra disse...

Que momento mais bonito é aquele que tiro pra vir te ler.
Que poesia mais bonita que encanta o coração de quem vê.
A simples e belo ato de amamentar merecia essa homenagem em forma de poesia.

Beijo

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

Lindo e meigo demais,querido amigo Samuel.


Meu marido operou no dia 7/11 e se recupera .Daí estou sem tempo para o blog.Retornamos do hospital ontem,dia 15/11.

Somente dia 15/12 ele vai retirar a sonda e espero em Deus que esse pesadelo termine.

Tenho postado pouco,mas vim agradecer suas visitas .

Beijos e uma semana de alegrias

Donetzka

Face Book:

https://www.facebook.com/donetzka.cercck

Twitter: @donetzka13

Instagram: @donetzka


http://instagram.com/donetzka

Flickr(Minha galeria de imagens):

https://www.flickr.com/photos/123498631@N06/

Youtube (Meu canal):

http://www.youtube.com/channel/UCnVpBs2C-vL6fd1BaRH3lrA/about


Blog Magia de Donetzka



serra de alencar, gabriela disse...

Nada mais lírico e belo que amor entre mãe e filho.

Bruxa disse...

Sim... é um presente Divino e um amor inexplicável o que há de mãe pra filho.
Belíssimo, meu querido.
Abração e lindo dia.

Roselia Bezerra disse...

Olá, Samuel
Que lindo!!!
Estou encantada com um poeta homem tecendo versos tão delicados e bem materno//paterno...
Fique na paz!!!
Abraços fraternos

Lilly Silva disse...

Linda poesia Samuela, que a mim toca o coração!!! ♥
Beijos

http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/