LAPIDANDO VERSOS

Home Quem escreve Meus livros Contato

sábado, 13 de janeiro de 2018

TURBILHÃO

Turbilhão de luz nas alturas belas,
Lampejos radiantes e constantes,
Plumas vagando nos ventos distantes,
Ventos a levar as lindas donzelas.

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

AZUL DO CÉU


Contemplando o azul do céu...
Doce brisa a me beijar...
Me cobrindo com seu véu
Enquanto eu ali ficar;

A natureza sussurra
Lindamente em meus ouvidos...
Os sons na forma mais pura
Dos seus seres tão queridos;

Nela tudo é harmonia...
Tudo vibra docemente...
Paraíso da magia
A nos vestir puramente;

domingo, 10 de setembro de 2017

QUANTAS NOITES

Quantas noites criança,
Sonhei com o teu sorriso.
Até embalei a minha esperança
Nas flores do paraíso.

Teu perfume de púrpuras flores,
É espalhado pelo vento,
Que sopra cheio de amores
Pela noite do céu contento.

Branco véu que cobre teu olhar,
Branco como as estrelas
Cadentes no céu a fulgurar,
A cobrir lindas donzelas.

É uma noite mágica de luar,
Nos teus olhos uma luz brilha.
É a luz da lua que tocou no mar,
E desmaiou na perfumada trilha.

terça-feira, 11 de julho de 2017

DEITE QUE LOGO A LUA SE LEVANTA


Deite que logo a lua se levanta... 
E das alturas mais belas do céu 
Passa a te iluminar só com o véu... 
Com o límpido véu que tanto encanta;

O meu olhar perdido na luz tanta 
Da noite cheia de estrelas ao léu... 
Sou como elas... sou só um feliz réu 
Que dos amores do coração canta... 

E canta nessa voz doce e tranqüila 
Uma amizade que suspira e corre 
Feliz pelo jardim repleto em flores;

Canta feliz para as rosas em fila... 
Sorrindo para a noite que não morre 
E não vive menina, sem amores;